sábado, 4 de fevereiro de 2012

Encontro

Anos e Anos fui ao teu encontro
Te procurei nas esquinas do vento
Cruzei oceanos, mares e o tempo
Tu fugiste, foi só desencontro.

Secretamente te busquei a chorar
Este amor me deixou uma refém
Nenhum abraço para me consolar
Não consigo amar mais ninguém.

Hoje faço versos para te oferecer
Eles são meus sonhos, minha companhia
De tanta solidão que é meu viver.

Volta, em silêncio sempre te espero
Traz para meu coração a calmaria
Não foges, vem que ainda te quero.

Iracema Patrício

Nenhum comentário:

Postar um comentário