sábado, 14 de maio de 2011

Estrada

Sou passageira desta estrada,
Caminhar é minha jornada
De dia o sol me orienta,
De noite a lua me acalenta

Passa o inverno e o verão
Sigo a estrada com paixão
Busco o outono e a primavera
Misturo sonhos e quimeras,

Frio ou calor na madrugada
De versos e prosas a caminhada
A estrada é amena e desejada

Se encontro espinho ou flores
A melodia suave dos amores
É que faz esquecer as dores.

(Autora:Iracema Patricio)
FORTALEZA

Ah! minha Fortaleza
que cidade, que grandeza!
das dunas pode-se ver toda natureza
o céu azul, que firmamento, que beleza.
Os poetas de sua terra a chamam por inteiro
"loura desposada do sol"
que é um nome verdadeiro.

A cidade se ilumina, quando o sol irradia
é a luz da manhã,
que a cidade massageia.
a cidade tem verdes mares
modernidade com clareza,
prédios, shoppings e nobreza
mas, também muita pobreza.

Seu povo amigo e companheiro
tem fama de hospitaleiro,
gente de todos lugares
vem fortaleza conhecer
com as mudanças dos ares
querem aqui permanecer.
seu clima fica ameno, só a noite chegar.
é a brisa do mar, que a cidade vem acariciar.

Ah! minha Fortaleza,
que a todos sabe receber
credos, religiões e raças
vêm nesta cidade viver.
Os filhos desta terra
a homenageiam com prazer
e aqui nestes versos
ao meu torrão quero agradecer.

Autora: Iracema Patricio