sábado, 14 de maio de 2011

Estrada

Sou passageira desta estrada,
Caminhar é minha jornada
De dia o sol me orienta,
De noite a lua me acalenta

Passa o inverno e o verão
Sigo a estrada com paixão
Busco o outono e a primavera
Misturo sonhos e quimeras,

Frio ou calor na madrugada
De versos e prosas a caminhada
A estrada é amena e desejada

Se encontro espinho ou flores
A melodia suave dos amores
É que faz esquecer as dores.

(Autora:Iracema Patricio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário