domingo, 22 de novembro de 2009

Entender um Poeta

Não queira um poeta entender
para sonhar nasceu uma mente assim
foge da solidão para escrever
as letras são sua companhia até o fim.

O poeta vive de tristeza e alegria
se fica alegre ri e contagia,
se fica triste chora e alivia,
quando se desespera fantasia.

O poeta escreve seu pensar
pensa que é verdade seu sonhar
quem lê aplaude e acredita
pensa que a poesia é verdadeira.

A mente do poeta não é brincadeira
é um caos, um vulção que incendeia
escrever os sentimentos é capaz
para a mente acalmar e ter paz.

Autora: Iracema Patrício