domingo, 31 de julho de 2011


Agonia

Já não o encontro mais na minha poesia...
Procuro seu rosto, seu olhar o seu carinho,
Desfizeram-se os sonhos e fantasias,
Já não sei mais qual o meu caminho.

Perdida na noite de solidão.
O quarto é  grande, vazio e frio!
Não tenho consolo para o coração.
Todos os recantos  são tristes e vazios.

Procuro um sol para me iluminar,
Uma luz  que me faça sonhar.
Somente o silêncio e a melancolia.

Nos seus braços já não tenho abrigo.
Somente a tristeza vem morar comigo.
Preciso de refúgio, fugir dessa agonia!

Iracema Patrício


Um comentário:

  1. A vida fecha portas
    Mas as abre também
    Hoje estás sozinha
    Amanhã já terás um bem.

    Abra o teu coração
    É hora de acreditar
    Que existe alguém
    Querendo te fazer sonhar

    Ele chegará de mansinho
    Pra não te assustar
    Te envolverá por inteira
    Num gostoso amar.

    Chegará num cavalo branco
    E te raptará IRACEMA
    E viverão felizes para sempre
    DENTRO DE UM POEMA.

    ResponderExcluir